Reconhecer a beleza para regenerar a vida

A natureza não é apenas essa beleza muitas vezes implícita — em que precisamos ligar os pontos — nos movimentos das plantas, céu, animais, terra e água. Está no ar que respiramos, na comida que ingerimos, na temperatura dessa delicada camada de gases que cobre a superfície do globo, finíssima em comparação com o tamanho do planeta. Está também no sangue correndo em nossas veias, no brilho que ilumina nossos pensamentos, que não é diferente do brilho nos olhos do Anú.

Leia no Ecoa.