Precisamos de um bilhão de ativistas

Neste ponto crítico do colapso, sem engajamento ativo, não teremos chance.

Protestos na Avenida Paulista durante a Greve Global pelo Clima em 2019. Imagem: Adeleke Anthony Fote/The News 2/ Estadão conteúdo


Deparei-me com um texto bem útil do climatologista da Nasa, Peter Kalmus,

sobre como se envolver no ativismo climático. Estamos num ponto crítico do colapso ambiental, e sem engajamento ativo da sociedade, não teremos chance de reverter isso. Então traduzo aqui o chamado:

“Precisamos de um bilhão de ativistas climáticos. Ninguém pode lhe dizer como ser um ativista climático; cabe a você descobrir isso. Mas aqui estão algumas sugestões.

Primeiro, encontre um grupo local de ativistas para se juntar — ou melhor ainda, dois ou três. Você precisa encontrar suas pessoas: pessoas com quem compartilhe um conjunto similar de objetivos, pessoas que você goste e que estejam trabalhando em algo que você acredite.

Esses ativistas se tornarão seus amigos e co-conspiradores. Logística e emocionalmente, o ativismo climático é muito difícil de fazer sozinho. Você precisa de apoio, e sua voz será mais forte quando você se juntar a um grupo.

Juntar-se a mais de um grupo ajuda a evitar a "mentalidade bala de prata" (onde ativistas se fecham em uma ideia como sendo "A Solução"), ajuda com a polinização cruzada de ideias, e ajuda a construir solidariedade.

Encontrar grupos locais pode ser um desafio, especialmente durante a COVID. Tenho trabalhado em um app livre e sem fins lucrativos chamado @EarthHeroOrg para ajudar. Estamos construindo recursos para permitir que líderes ativistas disponibilizem eventos e informações pelo app.

Não espere que o grupo, ou as pessoas do grupo, sejam perfeitas. Mas procure grupos que sejam bem alinhados com seu caminho. Se não houver nenhum grupo assim, ou filial de um grupo em sua área, considere iniciar um.

Segundo, seja enérgico, corajoso e criativo, mas sempre dê prioridade para sua saúde física, mental e espiritual. Se sofrer um esgotamento (burn out), então não poderá ajudar, e poderá até mesmo apresentar obstáculos para os outros ativistas. Seja gentil consigo mesmo!

Terceiro, qualquer prática espiritual que te ajude a dissolver seu próprio ego será particularmente útil para você, o movimento climático de base e para a Terra.”

Aproveitando, seguem sugestões de alguns grupos em que participo pessoalmente ou que posso recomendar:


Leia a Circular em sua caixa de entrada: