Natureza aberta para a sabedoria além do eu

Coluna de março na Bodisatva, sobre uma visão mais expansiva de nós mesmos.

A atual emergência ambiental está ajudando a relembrar algo tão óbvio que perdemos de vista: nós somos a natureza. Como essa crise ameaça a própria continuidade de nossa civilização, fica difícil não enxergar que ao destruir nosso ambiente estamos nos autodestruindo. Há aí uma lição valiosa: a ideia de que compartilhamos uma identidade mais ampla se torna menos teórica e muito mais palpável. E essa sabedoria além do eu não é necessariamente espiritual, o que amplia seu alcance e benefícios.

>> Continue lendo na Bodisatva.